O seu Android pode ajudar a Ciência

Os utilizadores de smartphones Android podem doar a capacidade de processamento dos seus equipamentos para ajudar na investigação científica, numa espécie de Folding@Home adaptado ao segmento mobile.

FeaturedImage-foldinghome---cuda-optimized

O utilizador torna-se um cidadão cientista, ao doar o poder de processamento para projetos como o IBM’s World Community Grid ou o Einstein@Home. Os investigadores destes projetos pretendem descobrir a cura para doenças como a SIDA ou encontrar novas estrelas. Para colaborar basta descarregar a app Boinc, da Google Play, que configura todos os parâmetros. A partir daí, explica a Cnet, o utilizador só tem de escolher qual o projeto para onde quer doar o seu processamento. A única exigência é que o smartphone ou tablet corra o Android 2.3 ou uma versão superior.

Para assegurar que o equipamento não fica sem bateria, o Boinc só funciona quando o smartphone está a ser carregado, tem mais de 90% de bateria e está ligado ao Wi-Fi.

A Grid da IBM já foi usada na pesquisa para a cura de doenças como a malária, cancro ou SIDA, entre outras. O projeto já conta com o apoio de mais de 2,3 milhões de computadores usados por 600 mil voluntários de mais de 20 países. Por outro lado, o Einstein@Home analisa os dados que vêm do maior radio telescópio do mundo e que está à procura de novas estrelas no universo. Quanto mais computação, mais sensível é o sensor e consegue encontrar novos corpos mais rapidamente e com maior precisão.

Veja um vídeo de apresentação sobre o projeto Boinc.

Fonte: Exame Informática

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.